web analytics
Apr 062011
 
Depois de mais de um ano de ausência, Ricardo Paula apresenta agora no MAC duas exposições que, aparentemente díspares, se cruzam em descrições que mostram e escondem enredos de amor e desamor, príncipes e princesas, fadas e irmãs malvadas, e em que se pressente a existência de uma atmosfera de tensão irónica. E erótica. Um quotidiano carnal, íntimo, onde se adivinha a permanência do desejo.
“Cinderela, parto hoje à meia-noite para o fim” e “A tua saia e o azul mais escuro da noite” são exposições filiadas no vigor da neo-figuração, que reflectem uma identidade entrelaçada em mitos populares, lúdicos e familiares, vivenciados em atmosferas inequivocamente azuladas, nebulosas, onde se adivinham tramóias mágicas, arquitectadas no universo do eterno feminino.
Sentimentos por vezes embaraçosos, que passam pelo pulsar do corpo e arrepio da pele, são enaltecidos e sancionados nestas duas exposições, numa travessia de ambiguidades que resulta das horas de efabulação a que o pintor se dedica, despovoando a nossa memória do imaginário tradicional, mas permanecendo no território do que pode ser reinventado, dito e documentado em tela.
Nada sobra, nem um só traço que não seja essencial…

CINDERELA
parto hoje à meia-noite para o fim

de 5 a 29 de Abril / 2011
av. álvares cabral, 58-60, lisboa

A Cinderela, a fada-madrinha e as mulheres passarinho
———————————————————————

A Tua Saia e o Azul mais Escuro da Noite

de 5 a 29 de Abril / 2011
rua do sol ao rato, 9/c, lisboa

Eco de uma carta

A lua

—————————————————————————–
+ info

MAC – MOVIMENTO ARTE CONTEMPORÂNEA
alvarolobatodefaria.blogspot.com